<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d35570090\x26blogName\x3dCSEMistas\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://csem-esel.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://csem-esel.blogspot.com/\x26vt\x3d3397110344185270461', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>


Noventa e nove euros e noventa cêntimos

…será o aumento das propinas para 2008/09, cujo valor se fixa nos 972,00€, conforme Deliberação do Conselho Geral do Instituto Politécnico de Leiria, de 23 de Julho de 2008.

Apesar de ser um aumento esperado (nunca desejado) – aconselhamos uma leitura ao Despacho n.º 115/2007 e à Deliberação do Conselho Geral de 23 de Julho de 2008 - Propinas – o núcleo vai estar atento, designadamente, às medidas que esperamos que sejam tomadas, ao nível da ESECS, na sequência do relatório que apresentámos ao Conselho Directivo, que, por sua vez, solicitou um parecer urgente à coordenação de curso.

O excesso de alunos por turma; materiais em número insuficiente (sobretudo nas unidades curriculares de multimédia) e escassez de espaços para a realização de trabalhos e estudo, são, no nosso entender, questões que se têm vindo a repetir, sem que sejam avançadas soluções.

Esperamos, portanto, que o IPL, ao nível da ESE, cumpra com o que anuncia e é determinado no n.º 2 do art. 16 da Lei n.º 37/2003, que indica que «o valor da propina é fixado em função da natureza dos cursos e da sua qualidade.» Por conseguinte, o nCSEM não irá pactuar com um agravamento que não tenha como finalidade melhorar a qualidade do ensino (público).

Etiquetas: , ,

« Home | Next »
| Next »
| Next »
| Next »
| Next »
| Next »
| Next »
| Next »
| Next »
| Next »

  • # Blogger Jorge Bastos

    É preferível nem comentar...  

  • # Anonymous Pedro Jerónimo

    Já para 2009/10, surgem, aparentemente, boas notícias: http://diarioeconomico.sapo.pt/edicion/diarioeconomico/edicion_impresa/economia/pt/desarrollo/1157726.html  

  • # Anonymous pedro jerónimo

    «Os primeiros tectos para a despesa já foram atribuídos aos ministérios. Os números mostram que a educação e a ciência deverão ser dos mais beneficiados no Orçamento para 2009, cita o «Diário Económico».

    De acordo com os «plafonds» preliminares de despesas para o próximo Orçamento de Estado (OE), os ministérios da Educação e da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (MCTES) serão dois dos que beneficiarão de maiores aumentos, tanto para despesas de funcionamento, como para investimento.

    A análise dos números revela que, para já, o discurso sobre as prioridades políticas vai ao encontro das prioridades orçamentais. O Ministério da Educação verá as suas despesas de funcionamento aumentadas em 10,8% e as de investimento crescer 3,4% no OE para 2009, face ao orçamentado para este ano.

    Também no Ministério da Ciência e Tecnologia os aumentos são significativos. A pasta recebe mais 39,9% para funcionamento do que o orçamentado em 2008. No capítulo 50, o financiamento nacional para investimentos passa de 432,5 milhões de euros em 2008, para 490 milhões de euros ¿ o que representa um aumento de 13,3%.»  

  • » Enviar um comentário